• MARINA TORREZAN

Como usar o cinto- Esse acessório que pode transformar sua silhueta


#trendalert


Apertem os cintos!


Já que a pauta ‘feminino (e seus ismos)’ encontra-se tão em voga, natural aparecer (aos montes) por aí esse acessório que tem o poder de transformar a silhueta na mais feminina possível: o cinto.


Seja numa comunicação de feminilidade, através de cintura bem marcadinha á la Dior, ou como expressão de força, através de faixas largas em couro, essa região quando em destaque traz harmonia ao corpo.


Dos mais finos aos tipo Obi, em correntaria ou couro, sendo protagonista ou mais um elemento no visual, fato é que ele pode comunicar e fazer toda a diferença no resultado final.


A peça é polêmica, eu sei. Ou você ama ou quer passar longe dessa belezinha, mas, depois de anos de mercado, garanto (sem analogias ao querido Walter) que a peça é mais mocinha do que bandida!


O grande lance é que o maior problema, pelo menos os que mais chegam até mim, é o como usar!


Dúvidas recorrentes no escritório: Tenho barriguinha, posso usar cinto. Posso usar cinto com colar. Como fazer pra não cortar silhueta. Não sei coordenar o material do cinto com os outros elementos do look!


E eu, como amante dessa peça e suspeitíssima para falar do assunto, tenho como missão fazer você tirar esse acessório do fundo da gaveta e colocar no lugar que ele deveria estar: seu corpo!


Se você se empolgou com a ideia continue a ler esse texto. Se não, leia do mesmo jeito, você vai mudar de opinião!


Cinto e silhueta:

Para não evidenciar a barriguinha: procure dar menos contraste de cor entre a roupa e o acessório. Escolha por materiais mais ‘molinhos’ e fivelas mais discretas. Prefira os mais estreitos aos largos.


Para não criar impressão de busto aumentado: use na cintura mais baixa e se estiver com decote em V, ainda melhor!


Para não evidenciar quadril: prefira os de espessura média e use no cós da calça. Se tiver a mesma cor da calça, mais interessante ainda!



Cinto e outros acessórios:


Com colar

Quando mais alongados, escolha qual dos dois quer manter como ponto focal (principal) e ouse na proposta. O coadjuvante, pode então ser mais neutro, clean, apenas para dar um arremate. Joias e correntes delicadas não interferem no resultado final. Os maxi e moldura de gola, quando conversam com o cinto (em material ,proposta de estilo, formas ou cores) trazem harmonia ao visual.


Com pulseira

quando os dois acessórios (cinto e pulseira) são ‘bold’ , podem trazer destaque para a região de quadril. Quer evidenciar essa área Se joga nos braceletes e cintos cheios de informação!


Cinto na função!

Por cima de terceira peça: Cria uma cintura, caso sua silhueta seja mais retilínea. A cereja do bolo escolha tecido mais leve e maleável, com pouca estrutura, caso não queira um voluminho extra. Truque de styling super atual! #sejoga


No cós da calça

Dá o arremate para o visual. Traz mais elegância à produção. É a peça que pode fazer a diferença na condução da mensagem que quer passar: Mais formalidade mais descontração mais sofisticação. 


Cinto e seus materiais

Tecido: Moldável! Cabível, portanto, em qualquer situação e porção da cintura. Quanto mais colorido, mais descontração insere no visual. Se em tecido nobre, como seda, garante mais elegância. Traz mensagem de criatividade e insere aquele fator ‘uau’ ao look.


Couro

Coringa! Praticamente coordenável com tudo! Vai do traje esporte ao passeio. Se for mais lustroso, clean e fino, insere elegância. Quando em material mais espesso, texturado, com detalhes de aplicações, mais esportivo ele fica.


Bordado

Perfeito para arrematar vestidos de festa e criar aquela cinturinha! Ótimos para criar um efeito "hi-lo" com o velho e bom jeans.


Metal

Nos dias de hoje, super em alta a correntaria. Por ser fino e delicado, vai bem com peças também nessa proposta, criando cintura em vestidos ou fechando terceiras peças. Um mood Chanel, com correntes e couro: perfeito para cós mais estreito ou inexistente.



Cinto e suas espessuras:

Para criar harmonia, adeque a peça ao seu tipo físico: quanto maior sua estrutura, mais largo o cinto pode ser, e vice-versa! Quanto mais alta você for, mais largo o cinto pode ser, e vice-versa!


Fino

Sem restriões para uso. Por serem mais delicados, acabam sendo mais versáteis para usar com propostas de formalidades diversas.


Médio

São os ideais para cós de calça, mas, quando usados fora do passante, podem ser fechados com o truqe de styling mais estiloso dos últimos tempos (pra não dizer da vida!), que é o nó!


Largo

Fica perfeito quando usado na cintura mais alta, delineando a região. Se for da mesma cor da peça de baixo, mais alongada visualmente a figura ficará. Quando usado com a roupa em tom monocromático, cria um efeito de pernas alongadas.


E agora, depois de descobrir tanta função pra essa peça, me diz, vai querer perder pra gaveta.

© 2018 Marina Torrezan - Todos os direitos reservados

  • Branca ícone do YouTube
  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Instagram Branco