• MARINA TORREZAN

Closet Clearing



Abrir espaço no Closet talvez seja a tarefa mais difícil para boa parte das mulheres. Quase todo mundo, e eu me incluo nessa, tem mais do que realmente precisa.


Entendo que muita gente não tem tempo pra esse tipo de tarefa. Tem também aquelas ‘acumuladoras’ que quando ouvem a palavra descarte quase entram em parafuso! Independente do motivo, tenho comigo e levo para onde quer que eu vá o seguinte mantra: abrir espaço físico para abrir espaço mental e deixar a energia fluir.


Assim como nada nessa vida é estável e eterno, nossas prioridades, estilo de vida, vontades, gostos, estilo, também ficam suscetíveis às mudanças. Que bom, né? Chato seria se não tivéssemos a oportunidade de mudar e com isso viver novas experiências, enriquecedoras, sempre. Agora, se tudo muda, porque então manter o mesmo closet de 20 anos atrás? Claro que aqui não estou falando de peças vintage, nem coringas, tampouco relíquias! Falo são das peças que já estão debutando no seu armário sem mesmo serem tocadas. Gente, se não serve? Doe! Se não te favorece? Descarte! Se não comunica em seu favor? Passe a diante! Desapega, mulher!


Quando a gente abre espaço físico a mente parece funcionar melhor. O que de fato é verdade, afinal, a bagunça e a desordem cedem espaço para enxergar aquilo que realmente importa.

E tem mais. A moda é cíclica, vai e volta. Quando voltar, tenho a certeza de que você ainda assim vai preferir o novo style.


Manter o Closet abarrotado torna o ato de vestir algo mecânico e estressante. Você usa sempre as mesmas peças e não exercita novas possibilidades. Ficar sempre presa às mesmas opções é como ficar parada no tempo. So Last Season...


A limpeza no guarda roupa traz clareza sobre o que você precisa e assim o processo de aquisição de novas peças torna-se mais fácil e prazeroso. Fazer a compra inteligente é o sonho de praticamente todas as mulheres que conheço, e isso, nada mais é do que fazer escolhas acertadas, de modo que cada peça seja útil a sua maneira: deve valorizar sua figura, comunicar seu estilo e claro, coordenar com outras opções já existentes.


Minha dica? Reserve um dia para você. Vá para o Closet. Vista peça por peça. O que você sente? Curtiu? Tá se achando a Gisele Bündchen, ou parece um saco de batatas? Dê boas risadas!


Entenda cada sentimento dessa experiência e guarde aqueles que quer transmitir com frequência. O que não desejar, mande embora. Mas descarte a peça junto! Não existe exercício melhor do que o autoconhecimento. E gente, autoconhecimento gera tanto amor próprio...


E no final das contas, se a gente não amar o corpo que cobrimos, pra que então tanta preocupação em cobri-lo? Mais vale esse amor refletido através do que escolhemos vestir do que ele guardadinho, no fundo do armário.

© 2018 Marina Torrezan - Todos os direitos reservados

  • Branca ícone do YouTube
  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Instagram Branco